Orquite

A orquite é uma inflamação aguda ou crônica que acomete um ou ambos os testículos e é provocada, principalmente, por vírus e traumatismo local, podendo se estender ao epidídimo (nesse caso em que a infecção afeta ambos, tanto testículo quanto epidídimo, a doença é denominada orquiepididimite).

A causa mais conhecida de orquite é a caxumba, que deve ser tratada adequadamente tão logo surjam os sintomas, pois o vírus da caxumba é o responsável pelos casos de infertilidade associados à orquite, quando contraída por homens após a puberdade.

Outras causas da doença são:

  • Infecção por gonorreia e clamídia;
  • Bactérias, como a Escherichia coli;
  • Traumatismo escrotal;
  • Torção testicular.

Sintomas

A orquite pode ser aguda ou crônica. Na forma crônica, de modo geral, é assintomática. Na forma aguda, os sintomas podem ser:

  • Dor e inchaço nos testículos;
  • Presença de sangue na urina e/ou sêmen;
  • Raramente, febre e mal-estar.

No caso específico da orquite ser provocada pelo vírus da caxumba, os sintomas se manifestam cerca de sete dias após o acometimento das glândulas salivares.

Exames e diagnóstico

Além da observação clínica, que rapidamente identifica os sintomas da doença, os principais exames para identificar a orquite são:

  • Exame de sangue;
  • Exame de urina;
  • Ultrassonografia escrotal;
  • Testes específicos para identificar gonorreia e clamídia.

Apesar da observação clínica, em muitos casos, ser suficiente para o médico chegar ao diagnóstico, os exames podem auxiliá-lo a determinar qual será a melhor medicação, de acordo com o tipo da doença.

Tratamento

O tratamento da orquite é feito com antibióticos e anti-inflamatórios. Em casos extremos, pode ser indicada a intervenção cirúrgica para corrigir alguma complicação.

O tratamento requer repouso e a aplicação de compressas de gelo para mitigar a dor e o inchaço.

Existem dois tipos de orquite: a viral e a bacteriana.

Orquite viral: constitui a causa mais comum de infecção isolada dos testículos, e o vírus da caxumba é o principal agente causador. A caxumba pode evoluir para orquite em aproximadamente 20% dos casos, podendo causar atrofia nos testículos, complicação mais verificada em homens com mais de dez anos. Outros vírus que provocam a orquite são: o coxsackie, o influenza, o echo e o da mononucleose.

O tratamento deve ser feito com analgésicos, anti-inflamatórios e antitérmicos, além de repouso, compressas de gelo no local e elevação da bolsa escrotal. O tratamento precoce pode reverter os sintomas em poucos dias.

Orquite bacteriana: de modo geral, se associa também à inflamação do epidídimo. A principal bactéria causadora da doença é a Clamydia. O tratamento é feito com antibióticos específicos e anti-inflamatórios.

A orquite, na grande maioria dos casos, não deixa sequelas quando o tratamento é realizado corretamente. Caso o tratamento seja tardio ou equivocado, a doença pode levar à atrofia testicular, à formação de abscessos. Nos casos mais graves, pode levar à infertilidade, principal preocupação dos médicos especialistas quando identificam a doença.

 

Agende agora a sua consulta

Clique aqui