Loader

Infertilidade Feminina

Infertilidade Feminina

Até que se confirme a gravidez, existe um longo e complexo processo pelo qual passa o corpo da mulher. Em muitos casos, durante esse processo, o organismo enfrenta problemas, que podem causar a infertilidade. A infertilidade feminina é responsável por 30% dos casos de infertilidade de casais e pode ser causada por diversos fatores: idade, hábitos de vida, genética e alterações no sistema reprodutor.

Idade

A idade é um fator preponderante e natural relacionado à infertilidade. Conforme a mulher envelhece, sua capacidade de reprodução diminui. Acima dos 35 anos, há uma redução expressiva das chances de gravidez e um aumento dos riscos de abortamento espontâneo e de malformações.

Hábitos de vida

Hoje em dia, fala-se muito em hábitos de vida saudáveis. No campo da fertilidade, esses hábitos também interferem. Portanto, para aumentar as chances de gravidez e diminuir a infertilidade, recomenda-se a redução do consumo de bebida alcóolica, a interrupção do tabagismo, controle do peso e do estresse.

Genética

O fator genético também afeta a fertilidade porque alterações em certos cromossomos podem provocar a infertilidade. Por essa razão, é importante verificar se há histórico familiar de problemas relacionados à infertilidade, como a menopausa precoce.

Alterações no sistema reprodutor

As alterações no sistema reprodutor podem afetar um ou mais órgãos e comprometer a fertilidade feminina de forma sistêmica. Os hormônios femininos são responsáveis por criar as condições favoráveis para a gravidez, portanto alterações hormonais afetam diretamente na fertilidade e no desenvolvimento de doenças do sistema reprodutor.

Alterações uterinas e endometriais

Algumas doenças, como a endometriose, miomas, pólipos e sinéquias uterinas, afetam o útero ou o endométrio, provocando a redução da cavidade uterina e comprometendo o endométrio, o que prejudica a fixação do embrião no útero.

Alterações ovulatórias

A Síndrome do Ovário Policístico (SOP) pode provocar a chamada anovulação crônica, que é a ausência da ovulação durante os ciclos menstruais. Em algumas mulheres, o sangramento uterino pode ocorrer a cada 2 ou mais meses. Nestas situações não ocorre ovulação. Em casos de SOP, a história clínica e o exame de ultrassonografia revelará o diagnóstico.

Alterações nas trompas

A alteração nas Trompas de Falópio pode causar a obstrução e a consequente interrupção da captação e transporte do óvulo e espermatozoide. As doenças mais comuns que geram estas alterações são a infecção por clamídia e a endometriose.

Exames para identificar a infertilidade feminina

Os principais exames para investigar a infertilidade feminina são: dosagens hormonais, ultrassonografia pélvica, ultrassonografia transvaginal, histerossalpingografia e videohisteroscopia.

 

Agende agora a sua consulta

Clique aqui