Loader

Infertilidade Masculina

Infertilidade Masculina

Para que o espermatozoide possa fecundar o óvulo algumas condições são fundamentais como, sua quantidade, motilidade e morfologia. Quanto melhores forem essas condições, maiores serão as chances de fecundação. Por outro lado, qualquer desequilíbrio dessas condições pode provocar a infertilidade masculina, responsável por 30% dos casos de infertilidade de casais. A infertilidade masculina pode ser desencadeada por uma doença específica, ou por um conjunto de fatores, como hábitos de vida não saudáveis, alterações genéticas e a idade.

Hábitos de vida

Atualmente, as pessoas têm se preocupado mais com seus hábitos de vida porque, de forma geral, compreenderam que isso interfere diretamente em sua saúde, inclusive na fertilidade. Para aumentar as chances de fecundação e reduzir a possibilidade de infertilidade, recomenda-se a diminuição do consumo de bebida alcóolica, a interrupção do tabagismo, controle do peso e do estresse.

Idade

Por muito tempo acreditou-se que a idade do homem não interferia na fertilidade, portanto pouco se pesquisava sobre o assunto. Isso mudou nas últimas décadas. Estudos têm mostrado que, apesar de o homem manter a sua capacidade reprodutiva por mais tempo que a mulher, a qualidade dos espermatozoides diminui com o passar do tempo, reduzindo as chances de gravidez. Por esse motivo, recomenda-se que o homem também faça acompanhamento com médico especializado quando tiver o desejo de ter um filho em idade avançada.

Doenças

Além da criptorquidia (quando não há a descida correta do testículo para a bolsa escrotal) e de determinadas alterações genéticas, doenças que também podem provocar a infertilidade como:

 

Exames para identificar a infertilidade masculina

O principal exame é o espermograma, que é recomendado a ser realizado em laboratório especializado. Na presença de alterações, um segundo exame é solicitado para confirmar o diagnóstico.

Se ocorrer diagnóstico de infertilidade masculina, o especialista analisará quais exames serão realizados, para esclarecer as causas prováveis do problema.

Exames de dosagens hormonais, ultrassom do aparelho genito-urinário e bolsa escrotal, e testes genéticos ajudam no diagnóstico.

Tratamentos cirúrgicos e medicamentos podem ser necessários.

Alguns casais poderão se tornar férteis e engravidar sua parceira com os tratamentos  enquanto outros necessitarão de fertilização in vitro.

 

Agende agora a sua consulta

Clique aqui