Loader

Azoospermia

Azoospermia

Dos 30% dos homens com fatores de infertilidade, cerca de 15% a 20% têm azoospermia, que é a ausência de espermatozoides no ejaculado.

As azoospermias têm diversas causas e são divididas em dois tipos: excretoras, que são causadas pela obstrução no transporte de espermatozoides, e as secretoras, que são decorrentes da ausência de produção, portanto não são obstrutivas. As causas possíveis são:

  • Malformação dos testículos;
  • Tumores nos testículos;
  • Obstrução dos ductos ejaculatórios por diversas causas, como doenças e cirurgias (incluindo vasectomia);
  • Orquite (inflamação aguda ou crônica nos testículos causada principalmente pela caxumba ou DST);
  • Doenças genéticas.

Azoospermia obstrutiva (excretora)

A azoospermia obstrutiva ou excretora é provocada por processos congênitos ou adquiridos posteriormente que causam a obstrução das vias de drenagem do fluido testicular.

Os processos congênitos são causados por irregularidades no desenvolvimento embrionário. São exemplos as agenesias do canal deferente e vesículas seminais e as aplasias, ou seja, o desenvolvimento incompleto do órgão.

Os processos adquiridos, por sua vez, são decorrentes da vasectomia, traumas, infecções e complicações de cirurgias (hidrocelectomia e herniorrafia inguinal bilateral na infância).

Azoospermia não obstrutiva (secretora)

A azoospermia não obstrutiva ou secretora é causada por processos que desencadeiam a falência da produção espermática pelos testículos. Nesta situação pode ocorrer pequenas áreas de produção de espermatozoides porém estes ficam retidos dento do orgão.

Tratamento da azoospermia

Algumas patologias que causam a azoospermia podem ser tratadas com cirurgia ou medicamentos. Caso isso não seja possível e o homem busque ter um filho, algumas técnicas cirúrgicas oferecem a possibilidade de obter os espermatozoides para tal fim. Em praticamente todos os homens com azoospermia obstrutiva são encontrados espermatozoides. Na secretora, esse número se reduz para cerca de 50%, quando é possível a exploração micro-cirúrgica dos testículos (TESE). Estes casos especiais são selecionados após triagem de doenças genéticas e hormonais.

 

Agende agora a sua consulta

Clique aqui