Loader

Endometrial Receptivity Array (ERA)

Teste de Receptividade Endometrial (ERA)

O Teste de Receptividade Endometrial (ERA) é uma técnica nova que foi desenvolvida para avaliar, do ponto de vista molecular, as condições de receptividade endometrial, principalmente em casos de sucessivos insucessos de implantação.

O ERA possibilita, avaliar o momento mais adequado para a transferência embrionária.

Assim, o teste identifica, mediante a análise da expressão de um grupo de genes (portanto trata-se de um teste genético) com o auxílio de um software após biópsia endometrial, a “janela de implantação” da paciente, ou seja, o melhor momento para ocorrer a implantação, uma vez que o endométrio está preparado para receber o embrião, o que eleva expressivamente a possibilidade de sucesso.

Esse momento pode variar de paciente para paciente. Caso a janela não seja identificada, o software indica uma data mais provável, classificando o endométrio como pré- ou pós-receptivos.

O teste é uma ferramenta para aumentar as chances de gravidez.

Indicação

O ERA é indicado principalmente para pacientes que não obtiveram sucesso na implantação de embriões de boa qualidade, mas o médico especialista em fertilidade pode indicar em outros casos, quando julgar necessário. O médico é quem recebe o resultado, não o paciente.

O procedimento de biópsia

A biópsia do endométrio pode ser realizada tanto durante o ciclo natural como depois de uma estimulação ovariana, supostamente no dia que a mulher receberia um embrião. No entanto, em vez de o endométrio receber o embrião, é feita a biópsia. Dessa forma, é possível saber se aquela é a janela de implantação.

No exame, é introduzido um cateter flexível no útero que permite a extração de fragmentos para a realização da biópsia.

Os fragmentos coletados são colocados dentro de um recipiente fechado, que é agitado vigorosamente por dez segundos.

A duração do procedimento é de cerca de 15 minutos e o resultado sai em 15 dias.

Resultados

O resultado pode ser receptivo ou não receptivo. Receptivo indica que o endométrio está preparado para receber os embriões. Já não receptivo indica que aquele não é o momento mais adequado para a implantação, portanto a janela de implantação está deslocada para antes ou depois do momento de realização do exame.

No caso de endométrios não receptivos, os embriões geralmente não conseguem aderir à parede, independentemente de sua qualidade.

Nesse caso, avalia-se se o exame indicou endométrio pré- ou pós-receptivo. O endométrio pré-receptivo ainda não está preparado para a implantação dos embriões. Assim, deve-se dar continuidade ao uso de progesterona por mais horas ou dias. Já o endométrio pós-receptivo precisa ser preparado com um menor uso de progesterona.

Janela de implantação

Encontrar a janela de implantação possibilita uma maior chance de sucesso do tratamento de fertilidade, pois permite que sejam feitos os devidos ajustes na preparação do endométrio para receber os embriões no momento ideal.

 

Agende agora a sua consulta

Clique aqui